Clique aqui para assistir o vídeo 


Após incidente ocorrido ontem (05/02), na Assembleia de Deus em Guarapuava, onde policiais do 16º BPM, atenderam prontamente uma vizinha que supostamente se sentiu perturbada pelo "som" da orquestra. Segundo informações da igreja não é a primeira vez que ela toma essa atitude. Diante deste ocorrido o pastor Perci Fontoura (Presidente da CIEADEP, Vice Presidente da UMADERSUL e 1º Secretário da Convenção Geral das Assermbleia de Deus no Brasil), emite NOTA DE APOIO à Assembleia de Deus em Guarapuava e o Pr. Antonio Domingos (Presidente da AD Guarapuava).

Acompanhe relatos da igreja:
Essa pessoa tem perturbado todos os tipos de reunião da igreja, independente do horário, já entrou no templo gritando; o esposo foi armado até a porta do templo na intenção de intimidar os recepcionistas etc. Nos parece que existe uma ligação amigável e até pessoal entre alguns policiais e a reclamante já que a mesma trabalha no fórum da cidade e no momento de tomar os depoimentos para o termo circunstanciado/ boletim de ocorrência, a referida “vizinha” chegou na sala, digitou e auxiliou a policial que estava de serviço.
Vale salientar, que as crianças frequentadoras da igreja e da orquestra já estão traumatizadas, choram e ficam visivelmente nervosas com a presença da polícia militar nas instalações da igreja pela forma rude que foram realizadas as abordagens.
Cabe lembrar ainda que, a Igreja Assembleia de Deus tem sua sede no mesmo endereço há 60 anos e tem convivido em harmonia com os demais vizinhos e comunidade Guarapuavana, além disso, possui um aparelho que mede os decibéis e tem horários regulares para realização de suas reuniões.
Clique aqui e veja o vídeo da ocorrência policial.